Entrevistas com especialistas

Perspectivas da rastreabilidade na indústria alimentar pelo vice-presidente de estratégia da biomérieux, Jean Rollin

Photo J.Rollin 2.png
by Jean Rollin
Point expert Jean Rollin.jpeg

Visões da rastreabilidade na indústria de alimentos

Como líder na indústria dos testes microbiológicos, o Vice Presidente de Estratégia da bioMérieux, Jean Rollin, faz esclarecimentos sobre o tema da rastreabilidade e da tecnologia na indústria alimentar. Os fabricantes do setor de alimentos e bebidas precisarão implementar novas tecnologias para gerenciar o aumento contínuo da demanda por produtos autênticos e locais, além de gerenciar financeiramente para se manterem competitivos.

Jean Rollin trabalha para a bioMérieux desde 2012 e contou algumas novidades sobre como a questão da rastreabilidade afetará a indústria de alimentos no futuro próximo. Tecnologias como a blockchain podem ajudar a melhorar a rastreabilidade dos fabricantes e fornecedores de alimentos, mas têm custo e ainda precisam ser melhoradas antes. 100% de toda a incerteza pode ser assegurada.

Photo J.Rollin 1.JPG

Por que a rastreabilidade é importante para os fabricantes e fornecedores de alimentos?

Devido ao acesso à informação pela Internet, os consumidores estão cada vez mais conscientes e preocupados em relação aos produtos que consomem. "Origem, composição e autenticidade são três elementos importantes que produzem impacto no modo como abordamos a rastreabilidade de um produto", esclarece o Sr. Rollin. Em um esforço para satisfazer as exigências do cliente, grandes varejistas como a Walmart, Carrefour e Marks & Spencer começaram a divulgar informações sobre as suas iniciativas de rastreabilidade, o que, por sua vez, influencia toda a cadeia de abastecimento. Embora isso seja positivo para consumidores e para a consequente retenção da imagem da marca, "Usar a rastreabilidade como um tema para a comunicação corporativa é uma estratégia de alto risco", reitera o Sr. Rollin. Embora as iniciativas de rastreabilidade falem diretamente com os consumidores e possam melhorar a reputação de uma marca, o oposto também pode acontecer, e se ocorrer um desastre, uma empresa poderia não se recuperar.

Quais são os tipos de obstáculos enfrentados na implementação das tecnologias blockchain que poderiam melhorar a rastreabilidade?

Uma solução para o problema da rastreabilidade e autenticidade dos produtos é implementar a tecnologia blockchain. A blockchain poderia ajudar a automatizar e tornar o processo de detecção de patógenos mais eficiente durante todo o processo de fabricação e abastecimento dos alimentos. No entanto, a blockchain ainda está em seus estágios iniciais de desenvolvimento. "Ainda há um caminho a ser percorrido antes de podermos rastrear a história completa de um produto em um único clique",afirma o Sr. Rollin. Atualmente não é possível garantir com 100% de certeza a rastreabilidade de um produto. O sistema de abastecimento global é complexo demais para a tecnologia atual.

Naturalmente, especialistas, empresas e agências reguladoras concordam da mesma forma que as tecnologias blockchain devem ser implementadas e usar a vantagem para melhorar a segurança alimentar. No entanto, usar a tecnologia blockchain não é tão simples. Primeiro, existe a questão da competitividade. Se uma empresa compartilhar informações demais sobre o processamento e abastecimento de seus produtos, ela pode reduzir a sua competitividade no mercado. Além disso, os custos financeiros também são uma grande sobrecarga. A indústria de fabricação e fornecimento de alimentos consiste, principalmente, de pequenos e médios participantes, muitas vezes resultando em uma escolha entre "investimento em recursos eficientes ou na comunicação", explica Rollin.

Eles precisam encontrar um equilíbrio entre os custos de P&D e quanto podem investir em novas tecnologias, tornando a rastreabilidade menos importante.

Como os reguladores estão respondendo ao uso da blockchain no teste de segurança dos alimentos?

Os reguladores também estão tomando conhecimento dos benefícios de usar a blockchain. Um banco de dados abrangente para todos os patógenos seria possível para os "reguladores identificarem rapidamente um fabricante responsável pela contaminação", afirma o Sr. Rollin. No entanto, isso também gera mais pressão nas empresas privadas para obterem seu próprio equipamento para garantir que elas possam se defender das alegações de contaminação. Em geral, o Sr. Rollins acredita que a melhor solução inclui uma "sinergia para melhorar os sistemas de informação e se tornar mais econômico, mais seguro e mais eficaz", para que todas as partes interessadas na indústria de alimentos possam efetivamente melhorar a saúde pública, mas também permanecer funcionais e estáveis financeiramente.

De onde vêm os produtos? Como eles foram feitos? Onde? Por quem? Essas são perguntas que os consumidores e reguladores fazem aos fabricantes de alimentos

Jean Rollin
Vice-presidente de Estratégia da bioMérieux

Elementos chave

  • Os fabricantes e distribuidores de alimentos precisam se concentrar em aumentar a rastreabilidade de seus produtos para satisfazer as demandas crescentes dos consumidores.
  • Tecnologias, como a blockchain, podem ajudar a automatizar este processo, mas pode ser cara para as empresas menores.

Onde a bioMérieux entra no assunto?

A bioMérieux trabalha junto com os clientes para implementar tecnologias blockchain adequadas

A bioMérieux, há muito tempo, se concentra no desenvolvimento de tecnologias que não só fornecem resultados eficazes e precisos para a detecção de patógenos, mas também se esforça para utilizar tecnologias que se encaixam nas necessidades individuais dos clientes.Devido ao aumento na demanda por tecnologias blockchain nas soluções de testes microbiológicos, a bioMérieux está trabalhando com vários clientes para estabelecer sistemas que se encaixem em suas necessidades e também criem um impacto positivo nas questões da rastreabilidade e na segurança alimentar na indústria.

Você precisa conversar com nossos especialistas em microbiologia para encontrar a solução certa para você ou para saber se a solução está disponível em seu país?